image006

Dinheiro: pra que dinheiro? Orientação Financeira na Aposentadoria

O tema dinheiro é fundamental na vida das pessoas e permeia a relação com o trabalho, com a família e a escolha das atividades que desenvolvemos ao longo da vida, como a profissão. O dinheiro tem diferentes significados nos múltiplos aspectos da vida, surgindo crenças, conflitos, fardos e mágoas que influenciam na tomada de decisão e na percepção de si e das pessoas.

Ao iniciar a escrita deste texto me veio à mente o refrão de uma música tocada e cantada há muitos anos atrás, que dizia assim: “Dinheiro pra que dinheiro/ Se ela não me dá bola/ Em casa de batuqueiro/ Só quem fala alto é viola” (Musica “Pra Que Dinheiro” de Martinho da Vila)

Pra que dinheiro? A aposentadoria chega e com ela uma diminuição da renda é inevitável.  Seja funcionário publico ou de empresas privadas sempre ocorre uma diminuição do salário. E nesta hora vem a questão: onde gastar o dinheiro. O que é mais importante, e o que pode ser deixado de lado. A minha experiência em vários Programas de Orientação para a Aposentadoria de organizações em várias regiões brasileiras, mostra que esta questão muitas vezes é o centro da discussão sobre a decisão de aposentar-se ou não. Ou de qual é o melhor momento para deixar o trabalho e passar a receber os proventos da Aposentadoria.

Nesta hora é fundamental refletir sobre a relação que estabelecemos com o dinheiro em nossa vida cotidiana.  Qual o significado para cada pessoa de seu trabalho: seria a realização pessoal e profissional, ou poder fazer algo pelo bem comum, e ainda ocupar seu tempo e ganhar dinheiro, para a sua sobrevivência, adquirindo bens importantes para a sua vida no dia a dia?  É importante também discriminar o que é desejo e o que é necessidade da sua lista de gastos pessoais. E identificar quais os gastos são os mais importantes e imprescindíveis e quais podem ser diminuídos ou até cortados. Esta reflexão pode auxiliar as pessoas a organizarem melhor sua vida financeiramente.

A importância de anotar os ganhos e gastos: muitas pessoas controlam os gastos de cabeça e se nunca anotarem não saberão o quanto poderiam melhorar, o quanto estão gastando onde não percebem, o quanto o dinheiro poderia ser remanejado em cada esfera da vida, de modo a tornar a pessoa mais livre, mais dona de si mesma. Remanejar os gastos pode trazer novas possibilidades, pois quando se visualiza os gastos demasiados numa área pode-se passar a cuidar e economizar sobrando um dinheiro extra para ser investido em outra esfera da vida deixando a pessoa mais feliz, de bem consigo mesma.

            “Em minha vida aprendi que o dinheiro vai e vem… quando vai, também vem. Hoje eu não dou mais tanto valor ao dinheiro… Por exemplo, se eu tenho que comprar um presente para minhas netas, eu não penso no presente mais caro… eu penso no presente que tem significado” (Ana).

A Orientação Financeira é um importante investimento para uma vida pessoal e profissional mais feliz. Saber onde gastamos o dinheiro nos ajuda a decidir se queremos continuar gastando desta maneira, onde vamos economizar em quais as coisas vamos nos permitir gastar, pois são as mais importantes para nós.

O Instituto do Ser – Orientação Profissional e de Carreira oferece o Programa de Orientação Financeira (PROFIN), para Jovens, Adultos e Aposentados, com o objetivo de sensibilizar os participantes para a importância do planejamento financeiro na vida cotidiana. Discutir sobre: O que é o dinheiro e o que ele significa para mim? O que é desejo e o que é necessidade? O que eu faço com dinheiro? Para que eu preciso de dinheiro?  Se eu ganhasse mais eu seria mais feliz? Será que se eu ganhar menos serei menos feliz?  Estou satisfeito com a relação que meus filhos, meu marido, e meus familiares têm com o dinheiro? E será que estou deixando de curtir algumas coisas boas da vida por causa do dinheiro? Existem diferenças entre os gastos de homens e mulheres?

Este trabalho é realizado por uma equipe de profissionais psicólogos capacitados, que realizam esse trabalho mediado pela escuta psicológica, técnicas e instrumentos que visam auxiliar a pessoa em seus comportamentos relacionados com a vida financeira. Maiores informações no nosso site www.instserop.com.br  ou pelo face book.

Veja também o texto Dialogando sobre, de Claudia Basso: Orientação Financeira: iniciando reflexões sobre as finanças pessoais.

DULCE HELENA PENNA SOARES é psicóloga e professora universitária. Realizou pós doutorado, pesquisando sobre Aposentadoria e Tempo Livre, na UFRGS. Cursou doutorado em Psicologia Clínica na Universidade Louis Pasteur Strasbourg. É professora aposentada da Universidade Federal de Santa Catarina. Criou e coordenou por 25 anos o Laboratório de Informação e Orientação Profissional www.liop.ufsc.br. É sócia e professora do Instituto do Ser – Orientação Profissional e de Carreira. Criou e coordenou de 2006 a 2012 os Projetos: APOSENT-AÇÃO e o PROFIN do LIOP/UFSC. Atua como Consultora em Programas de Orientação para Aposentadoria e Orientação Financeira em diversas organizações publica e privadas

novembro 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Page generated in 0,442 seconds. Stats plugin by www.blog.ca