InvestimentoAtualmente ouvimos pelo discurso das pessoas, veiculados também pela mídia, que a situação socioeconômica da população brasileira está difícil em virtude da diminuição da renda, do aumento do desemprego, aumento dos custos com produtos perecíveis e serviços essenciais (educação, saúde, transporte, entre outros). Esse cenário desencadeia um conjunto de sentimentos (medo, ansiedade, angústia) e atitudes nas pessoas que envolvem ações de planejamento para economizar, por exemplo, cuidar mais no que investir e gastar em coisas consideradas essenciais para a sobrevivência.

Olhar para essa realidade e perceber o impacto que está causando no comportamento das pessoas seja de paralisação, de fuga ou da busca por saídas, se reinventando, traz consigo o modo como percebemos, sentimos e interpretamos as vivencias e experiências em relação às finanças. Nesse sentido, lanço algumas perguntas para refletirmos:

Como estou planejando gastar? Faço planejamento?

Como gasto o meu dinheiro? Ou não gasto?

Costumo economizar? De que modo faço isso?

Como invisto meu dinheiro? Invisto visando gerar mais dinheiro, em lazer, em educação, em bens materiais, em bolsa de valores, joias…?

Notemos que as perguntas visam deflagrar os nossos comportamentos na relação com as finanças. Esses comportamentos estão relacionados às nossas crenças e heranças familiares, aos mitos, aos afetos, aos sentidos e significados que atribuímos ao âmbito financeiro, enfim, falar em planejar, gastar, poupar e/ou investir vai além de realizar planilhas de controle, aplicar em fundos de investimento e outras estratégias/técnicas colocadas em prática e/ou sugeridas às pessoas.

Para ilustrar melhor esta colocação trago o seguinte exemplo: uma pessoa precisa ir a uma festa e necessita comprar uma blusa nova. Quando ela vai à loja, com a meta de comprar uma blusa, se empolga e compra outras roupas e calçados (não necessárias nesse momento) e o dinheiro que tinha para pagar à vista não é o suficiente e, com isso, acaba fazendo prestações no cartão de crédito e pagando juros. Esse comportamento de gastos excessivos e/ou desnecessários pode se fazer recorrente e provocar várias dívidas, ultrapassando seus ganhos. Neste caso, não é somente dizer à pessoa para não levar o cartão de crédito, controlar numa planilha seus ganhos e gastos, por exemplo, mas é preciso entender o porquê desse comportamento, qual a bagagem emocional, psíquica e vivencial está presente, muitas vezes inconsciente, em relação ao uso e ao manejo do dinheiro.

Portanto, o modo como planejamos, gastamos, poupamos e/ou investimos nas finanças envolve a nossa consciência sobre o que ganhamos e gastamos, comportamentos vinculados à nossa realidade pessoal, profissional e familiar, bem como às crenças, valores, mitos, interferências, ao que aprendemos na família e na sociedade, e como lidamos com a perda, ansiedades e frustrações na relação com o dinheiro. Nesse sentido, a psicologia traz suas contribuições visando auxiliar às pessoas a refletirem sobre os aspectos que interferem nos comportamentos e na tomada de decisão voltada às finanças.

Com este propósito, o INSTITUTO DO SER – Orientação Profissional e de Carreira vem desenvolvendo o Programa de Orientação Financeira (PROFIN), por uma equipe de profissionais psicólogos capacitados, com atendimentos individuais, grupais e empresariais. Para mais informações sobre o PROFIN acesse o site: www.instserop.com.br ou se informe pelo facebook.

 

Cláudia Basso é psicóloga e orientadora profissional, doutora e mestre em psicologia pela UFSC. Possui Formação em Orientação Profissional pelo INSTITUTO DO SER – Orientação Profissional e de Carreira, de Florianópolis. Atua como docente em cursos de pós-graduação lato sensu e em cursos superiores e técnicos. Atende jovens e adultos em Orientação para a primeira escolha, Re-orientação profissional, Orientação de Carreira a estudantes universitários e profissionais e Orientação Financeira. Desenvolve consultoria, palestras, workshops, mini-cursos e projetos em Orientação Profissional e de Carreira.

novembro 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Page generated in 0,437 seconds. Stats plugin by www.blog.ca