10 dicas fundamentais-0110 Dicas fundamentais para quem deseja ser aprovado no vestibular

 

É fim de ano e os principais vestibulares do Brasil estão ocorrendo nesse momento ou irão acontecer nas próximas semanas. Pensando nisso, o Instituto do Ser produziu este material informativo com algumas orientações voltadas principalmente para a melhoria no desempenho dos candidatos, a fim de facilitar um pouco mais o alcance de suas vagas nos vestibulares almejados e, consequentemente, a realização dos seus sonhos e de seus familiares.

1 – Comece pelo edital: o vestibular que você vai fazer possui quantas questões? Estas são de múltipla escolha, do tipo somatório ou questões dissertativas? Alguma matéria tem um peso maior do que outras? Quanto tempo você terá para fazer a prova? Quantas vagas estão disponíveis para o curso em que você está se inscrevendo? Existem regras específicas para situações como o uso do banheiro ou a possibilidade de se alimentar durante a realização da prova? Pode parecer que esses são detalhes sem muita importância, mas é indispensável que você conheça as regras do exame para conseguir planejar e realizar a prova da maneira mais efetiva possível, evitando surpresas desagradáveis que possam comprometer o seu desempenho.

 2 – Defina alguma meta de desempenho ainda na fase de preparação para o vestibular: para ter um bom desempenho é muito importante que o estudante defina qual meta de pontuação ele almeja alcançar na prova. Uma boa referência para definir essa meta costuma ser verificar a nota de corte do último vestibular para o curso no qual o estudante se inscreveu. Nota de corte é aquela que o último colocado fez para ser aprovado no curso que o estudante almeja. Definir qual pontuação você pretende obter será uma forma de estabelecer algum parâmetro para comparar o seu desempenho atual em relação ao seu desempenho almejado.

 3 – Faça pelo menos uma prova similar: é muito importante treinar as suas habilidades, por meio da realização de exercícios e vestibulares de anos anteriores. Fazer provas similares ao vestibular que irá prestar possibilitará que você desenvolva habilidades de raciocínio, aprenda a lidar melhor com o tempo, além de ajudá-lo a se acostumar com a linguagem e os temas que serão cobrados.

 4 – Corrija a prova que você fez e perceba quais são os seus erros são mais frequentes: é muito comum que o estudante erre uma questão da prova e acredite que precise simplesmente estudar mais para ter um desempenho melhor. Isso é apenas uma parte da verdade. O estudante poderá errar na prova por não saber um determinado conteúdo ou por esquecer certos detalhes, mas poderá errar também por falta de atenção, por falha na interpretação do texto, por precipitação, por falta de tempo e ainda por insegurança para marcar itens, como no caso de questões do tipo somatório. Por isso, é muito importante aprender mais sobre que tipo de erro você costuma cometer com mais frequência, pois se puder diminuí-lo automaticamente aumentará seu desempenho independentemente do quanto venha a estudar a mais sobre qualquer assunto.

 5 – Aprenda mais sobre seu jeito de fazer provas: você costuma fazer provas muito rápido ou devagar? Tem o hábito de concluí-las no tempo que foi disponibilizado para você realizá-las? Depois de aproximadamente quanto tempo de prova você começa a diminuir a sua concentração ou passa a ter mais dificuldade para realizar cálculos e interpretar textos? O barulho e a temperatura do ambiente o atrapalham de alguma maneira? Você precisa comer algo na hora de realizar a prova? Saber mais sobre o seu jeito de realizar provas é uma maneira de tentar proporcionar o melhor contexto possível para alcançar o máximo de desempenho, além de possibilitar estabelecer estratégias que mais se encaixem com o seu perfil de estudante.

 6 – Defina pelo menos uma estratégia para realizar a prova: por qual matéria você vai iniciar a prova? Essa pergunta pode ser decisiva no seu rendimento durante o vestibular. Algumas pessoas preferem fazer a prova da primeira à última questão, enquanto outras optam por começar pelas matérias mais fáceis, as mais difíceis, as de que gostam mais, as que levam menos tempo, etc. De qualquer maneira, é muito importante tentar definir uma maneira de realizar o exame, procurando levar seus pontos fortes e fracos em consideração a fim de obter o melhor resultado possível.

 7 – Use a prova como guia para saber que conteúdos você precisa revisar: é muito difícil estudar e aprender todo tipo de conhecimento que os vestibulares irão abranger, e, por melhor que seja o estudante, o colégio ou o cursinho pré-vestibular que ele faça, será improvável que consiga revisar e saber todo o conteúdo que poderá cair nas provas ao longo do ano. Além disso, cada banca tem uma maneira de avaliar o conhecimento dos estudantes e isso inclui tanto a forma como o tipo de conhecimento que é mais cobrado em cada vestibular. Nesse sentido, fazer vestibulares de anos anteriores similares ao que você irá realizar poderá beneficiá-lo muito como estudante, pois você poderá verificar que conteúdos foram mais cobrados ao longo dos anos em cada matéria e se preparar melhor para responder ao que for mais frequente nos vestibulares de anos anteriores.

 8 – Evite situações que possam atrapalhar a realização do exame: infelizmente já conhecemos muitos estudantes que perderam o vestibular por chegarem poucos minutos atrasados, e também conhecemos muitos outros que relataram ter problemas para realizar a prova por causa de barulho na rua, conversa de fiscais, muito sol ou muito frio, dificuldade para encontrar documentos, enfim, por imprevistos que ou atrapalharam em maior ou menor grau o desempenho do aluno ou não permitiram que ele sequer realizasse a prova. Portanto, fique atento a detalhes como documentos, materiais para realizar a prova, onde você irá almoçar, o que irá comer, além de se preocupar em se vestir adequadamente – dando prioridade para o conforto – e tentar antecipar e contornar os possíveis imprevistos que invariavelmente prejudicam inúmeros alunos todos os anos.

 9 – Cuide da sua saúde e do seu lazer: é muito comum os alunos nos abordarem para perguntar como lidar com o nervosismo na hora de realizar a prova do vestibular. Existem algumas técnicas de respiração muito úteis que são encontradas facilmente na internet e que podem auxiliar o aluno a relaxar um pouco mais na hora da prova. Entretanto, nossa orientação é que o estudante inclua na sua rotina no mínimo duas horas semanais de atividade física, pelo menos até a véspera da realização do vestibular. Nossa experiência em anos anteriores mostrou que o índice de ocorrência de nervosismo em excesso, pânico ou perda de controle emocional em alunos que fizeram atividades físicas regularmente é muito baixo, um índice próximo do nulo. Além disso, é necessário também incluir momentos de lazer na rotina do estudante, como forma de lidar melhor com o estresse e assim aumentar de modo direto e indireto sua produtividade nos estudos e na realização das provas.

 10 – Lembre-se: o vestibular não aprova quem sabe mais, e sim quem está mais apto para ser aprovado: para encerrar, gostaríamos de ressaltar a importância de o estudante considerar todas as orientações que fizemos ao longo deste texto, pois não basta apenas estudar exaustivamente ou saber muito para ser aprovado no vestibular: é necessário estar apto para passar. Essa aptidão pode ser conquistada de maneira rápida ou demorada, por meio da experiência do estudante ou da troca de experiências com outras pessoas, sejam colegas, amigos, parentes ou profissionais variados. Nos últimos anos tivemos a oportunidade de conhecer muitos alunos que estiveram em primeiro lugar ou entre os primeiros lugares nos simulados dos melhores cursinhos pré-vestibulares da Grande Florianópolis, mas infelizmente não foram aprovados no vestibular que desejavam por não estarem preparados o suficiente para lidar com a difícil situação que é realizar um vestibular, a cada dia mais concorrido. Em contrapartida, conhecemos muitos alunos que não costumavam se destacar pelo grande conhecimento das matérias da prova, mas que se prepararam adequadamente e conseguiram conquistar suas vagas nos cursos mais disputados do mesmo vestibular.

Enfim, essas são algumas orientações que consideramos fundamentais para facilitar a aprovação dos alunos nos vestibulares de modo geral. Caso você tenha alguma dúvida mais específica ou queira agendar um atendimento para falar sobre a sua situação com relação ao vestibular, entre em contato conosco.

Boa prova e boa sorte na realização dos seus sonhos!

 

Gabriel Lopes Rosa Feigel é graduado em Psicologia pela UFSC, possui formação em Orientação Profissional pelo INSTITUTO DO SER – Orientação Profissional e de Carreira, de Florianópolis, e especialização em Psicologia Clínica pela UNIARA – Centro Universitário de Araraquara – SP. Desde 2013 atua como psicólogo escolar no Sistema de Ensino Energia, em Florianópolis, onde trabalha com adolescentes e adultos jovens em busca de aprovação no vestibular. Além disso, ele atende jovens e adultos em Orientação para a primeira escolha profissional e planejamento de carreira no INSTITUTO DO SER – Orientação Profissional e de Carreira.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

novembro 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Page generated in 0,448 seconds. Stats plugin by www.blog.ca